Imprimir

Qualidade

Postado em Neutra

Damos grande atenção ao ítem Qualidade, porque sabemos que para  o tratamento efetivo de uma doença é fundamental um bom diagnóstico. Por isto, seguimos rigidamente, desde nosso primeiro dia de funcionamento, uma série de normas internas para assegurar qualidade:

• Rígidas normas para assegurar a qualidade técnica de todos os procedimentos, como fixação do material, coloração das lâminas e extremo cuidado para evitar troca de exames.

• Nossos equipamentos são revisados periodicamente para manutenção e trabalhamos com as melhores marcas de equipamentos e produtos.  Por exemplo, em nossa rotina microscópica, todos os microscópios são Nikon Eclipse E200, recentes, Micrótomos Leica de última geração, corador automático de lâminas, colocador automático de lamínulas, etc.

• Nossos funcionários são altamente dedicados e têm pleno conhecimento da importância de um laudo diagnóstico anatomopatológico e o papel que eles representam na conclusão de um laudo. Tomamos extremo cuidado para não sobrecarregar nossos profissionais e evitar equívocos diagnósticos.

• Há alguns objetivos recomendados por nossas Sociedades de Classe, tais como, manter "re-screening" colpocitológico mínimo de casos negativos, com baixa divergência; manter divergência entre colpocitologia e histologia  em níveis inferiores a  5%; tempo de liberação adequado; alta acurácia exames/mês; certificação sobre clareza do laudo; baixo questionamento clínico; baixo
  questionamento no atendimento do  paciente; etc. Estes objetivos são plenamente atingidos pelo Lab APC.

• Mantemos estatísticas mensais de casos de colpocitologia, compreendendo número de exames, tipo de espécime, diagnóstico, casos insatisfatórios, discrepâncias (citologia/histologia). Temos estatísticas de  casos citológicos "positivos" (ASCUS para cima) e de todos os diagnósticos citopatológicos, que podem ser requisitados a qualquer momento pelos colegas. Os dados estatísticos são obtidos na tentativa de se manter o número médio esperado
  de casos positivos internacionalmente e para a região.

• Caso haja discordância na revisão dos casos, eles são discutidos internamente no laboratório para se determinar o motivo da discordância.

• Lâminas colpocitológicas positivas, lâminas das biópsias e peças cirúrgicas e blocos de parafina são mantidos em arquivo de acordo com a legislação. Os restos de peças cirúrgicas são mantidos por pelo menos 3 meses até a emissão do laudo.