Necrópsia

A necropsia (necros = morto + scopion = observar) ou autopsia (auto= si próprio) é um procedimento médico que visa analisar as alterações orgânicas após a morte.

É subdividida em três tipos:

  • 1) Necropsia médico-legal ou forense, que se destina a identificar o processo da morte em casos de violência ou de causa duvidosa;
  • 2) Verificação de óbito, realizada em casos de morte não violenta de pessoas sem acompanhamento médico regular
  • 3) Necropsia hospitalar, realizada por médicos anatomopatologistas, em pacientes internados, falecidos em decorrência de doenças.

Trata-se de trabalho extremamente importante, porém, árduo, e nem sempre bem interpretado e/ou aceito pela comunidade. A necropsia deve ser realizada com a consciência de sua importância no aprimoramento da Medicina e como instrumento de controle de qualidade do seu próprio exercício.

A técnica da necropsia consiste em estudar as alterações de todos os órgãos após a morte, a partir de três passos:

  • 1) Exame macroscópico (observação a olho nu dos órgãos retirados), que fornece material para o passo seguinte;
  • 2) Exame microscópico, onde serão vistas as alterações celulares.
  • 3) Correlação dos achados macro e microscópicos com os dados da história do paciente, podendo-se então estabelecer a causa da morte, a doença de base e outras doenças existentes.

A necropsia não serve apenas para identificar a causa do óbito; ela tem diversas outras funções:

  • 1) Controle de qualidade do diagnóstico e do tratamento: através do conhecimento dos achados da necropsia, por parte da equipe que atendeu o paciente, visando identificar possíveis falhas e suas causas, buscando correções para que não se repitam em outro paciente.
  • 2) Fonte de informação para a Secretaria de Saúde: permitindo a realização de estatísticas precisas sobre as doenças mais freqüentes, o que influi na política de saúde do Estado e do Município.
  • 3) Material para ensino: dos médicos residentes, alunos e professores. A correlação clínico-patológica realizada durante todas as etapas da necropsia é um excelente exercício, constituindo a maior fonte de ensinamento em Patologia.
  • 4) Material para pesquisa científica.
  • 5) Reconhecimento de novas doenças e de novos padrões de lesão.
  • 6) Reconhecimento do efeito do tratamento na evolução da doença.
  • 7) Esclarecimento de casos sem diagnóstico clínico firmado ou naqueles em que a morte do paciente foi inesperada.

Apesar de tão importante, o número de necropsias, com poucas exceções, é baixo na maior parte dos hospitais tanto no Brasil como no exterior. Isto se dá em grande parte pela associação de convicções religiosas, preconceitos (dos familiares do paciente e de muitos médicos), custos e falta de esclarecimento público sobre seu papel central no progresso da Medicina e, conseqüentemente, na melhoria do tratamento dos doentes.

Necropsia – serviço disponibilizado pelo Laboratório APC somente em Cascavel e Toledo, Pr.
O Laboratório APC oferece este serviço somente para fetos.

Gostaria de mais informações?